Mercado brasileiro terá norma específica para estruturas de energia fotovoltaica

Por

Por

Mercado brasileiro terá norma específica para estruturas de energia fotovoltaica

Olá, Integrador!

Hoje, o Brasil não possui uma norma específica para estruturas fotovoltaicas, mas isso deve mudar em breve. Diversos profissionais estão se mobilizando para que seja criada uma norma ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) para padronizar os requisitos técnicos das estruturas de fixação de módulos fotovoltaicos. O objetivo é diminuir o número de instalações que colocam em risco a segurança de pessoas e dos equipamentos.

Profissionais do segmento começaram a se mobilizar para desenvolver a criação desta norma. A expectativa é que normatização impacte o segmento de forma positiva. A criação de uma norma trará mais segurança para o mercado solar, já que garantirá a qualidade destes equipamentos e das instalações.

Segundo a ABNT, qualquer interessado pode apresentar à ABNT sua demanda, por meio do Formulário de Demanda, disponibilizado no site da associação. O documento deve ser preenchido com o máximo possível de informações, para facilitar o processo de análise da pertinência e relevância do assunto como Norma Brasileira.

A ABNT ainda destaca que aspectos importantes para a viabilização do processo:

• Não é possível elaborar Norma Brasileira de um produto patenteado;
• É preciso ter apoio de outras partes interessadas, além do demandante;
• Para norma de produtos, é importante a existência de fabricante nacional;
• Se existe legislação (Leis, Resoluções, Regulamentos etc.);
• Se existe alguma norma técnica, em particular, norma internacional (normas da ISO ou IEC) ou norma estrangeira (normas de outros países).

As demandas são analisadas pela ABNT e a partir daí dá-se o prosseguimento ou não à criação de Comitê, ou Comissão específico para o desenvolvimento do documento.

De acordo com a associação, a normalização é imprescindível para que produtos, processo e serviços garantam o mínimo de qualidade e segurança.

Fonte: Canal Solar